"Essa tal ANSIEDADE" - #7 - Sintomas da Ansiedade ou Crise de Ansiedade? Qual a diferença


Continuamos com a nossa série de vários textos e vídeos sobre ANSIEDADE. Não deixe de conferir a série completa por aqui, no "BenchEscritos", ou "no Youtube".


"O que é ansiedade? Porque sentimos ansiedade? O que fazer com a ansiedade? Qual é a causa da ansiedade? Ansiedade tem cura? As perguntas são as mais diversas, e, vai ser um prazer bater alguns papos com você sobre "Essa tal ansiedade!"


No bate papo de hoje:

SINTOMAS DA ANSIEDADE ou CRISE DE ANSIEDADE? QUAL A DIFERENÇA


Nós já aprendemos que a ansiedade é super importante para a nossa sobrevivência, e que ela faz parte da vida. Aprendemos também que, quando sofremos da ansiedade disfuncional, aquela que causa muito sofrimentos e prejuízos podemos experimentar a crise de ansiedade, porque de alguma forma os nossos sentidos percebem uma situação de ameaça, o nosso corpo começa a produzir adrenalina e cortisol, para lutar e fugir, o corpo começa a concentrar toda aquela carga de energia, para combater aquela ameaça percebida.


Agora, qual é a diferença dos SINTOMAS DE ANSIEDADE, para a CRISE DE ANSIEDADE?

Eu estou com um, dois sintomas, já estou sofrendo crise de ansiedade?


A principal diferença, é que quando nós sentimos a ansiedade, seja aquela ansiedade funcional ou a ansiedade disfuncional, existe uma situação presente, por exemplo:

- Podemos ficar ansiosos com uma apresentação na faculdade, meu chefe pediu para eu entregar um projeto no trabalho, eu preciso ter uma conversa difícil, eu vou me casar, eu vou fazer a viagem dos meus sonhos. Experimentamos a ansiedade quando EXISTE UMA SITUAÇÃO, e é extremamente normal, sentirmos ansiedade quando somos expostos à algumas situações.

Se essa ansiedade faz parte desses momentos: ansiedade funcional.

Se essa ansiedade, essas sensações, começam a me causar muito sofrimento e até prejuízos, ansiedade disfuncional.


Agora, na crise de ansiedade, A ANSIEDADE pode acontecer de forma mais intensa, mais forte, trazendo mais sofrimento e prejuízo, pode aparecer mais vezes durante o dia, e pode também vir de FORMA ALEATÓRIA, você começa a experimentar tantas situações de ansiedade, a perceber tantas coisas de forma ameaçadora, que, as vezes você está ali, tranquilo sentado no ônibus, ou no seu sofá, e de repente, você começa a experimentar aquela situação desconfortável, da crise de ansiedade, e sem nem mesmo perceber, podemos até desenvolver um dos transtornos de ansiedade, que é a síndrome do panico, por exemplo.


Vou mostrar um exemplo aqui, pra gente entender um pouco melhor a diferença

Uma situação hipotética, não quer dizer que isso vai acontecer dessa forma, é só pra gente entender um pouco, como as coisas podem evoluir.


SITUAÇÃO: EU PRECISO APRESENTAR UM TRABALHO NA FACULDADE


Na ansiedade FUNCIONAL:

É normal você ficar ansioso, vem alguns pensamentos na sua cabeça, você tem algumas expectativas, quer fazer uma boa apresentação, vem aquela ansiedade normal, pra gente ficar atento, não esquecer de nada na hora da apresentação, tentamos ficar mais concentrados.


Na ansiedade DISFUNCIONAL:

Nessa ANSIEDADE, eu acho que vai dar tudo errado, ou eu posso achar que não sou bom o suficiente, ou que as pessoas não vão gostar. Eu fico ansioso quando estou pensando no trabalho, fazendo o trabalho, no dia da apresentação, após a apresentação, eu fico tão preocupada que vai dar tudo errado, que pode dar mesmo, mas não porque você não é bom, mas porque você acabou dando muito foco para aquela sensação, para ansiedade.


E na CRISE de ANSIEDADE:

Eu sou exposta a tantas situações, começo a perceber tantas situações de perigo, de ameça, começo a criar tantas crenças a respeito de mim mesma, sobre que não sou tão bom assim, para fazer uma apresentação da faculdade, que eu não vou ser um bom profissional quando me formar (futuro), começo a experimentar tantas situações de medo, perigo, e ameaça, que o meu organismo por si só, começa a responder, e eu lá, em casa, pensando no trabalho da faculdade, ou até em outras situações que não tem nada a ver com isso, começo a me sentir ansioso, e começo a perceber muitos sintomas, o que me leva a crise de ansiedade.


Outra situação: estou lavando a louça, ou estou sentada no meu sofá assistindo televisão, e, do nada, posso experimentar uma crise de ansiedade. Quando as crises de ansiedade são potencializadas, começam acontecer várias vezes, podemos até desenvolver um dos transtornos de ansiedade: a síndrome do panico.


Nossa MENTE e o nosso CORPO estão completamente conectados.


Você está se percebendo mais ansioso? Anda percebendo alguns sintomas? Esses sintomas estão te causando muito sofrimento e prejuízos? Você acha que é ansiedade? Não tem certeza, acha que pode ser outra coisa também, PROCURE AJUDA PROFISSIONAL.


A ansiedade não mata mas, viver com uma ansiedade disfuncional, experimentar a crise de ansiedade é extremamente desconfortável.


Ansiedade não é brincadeira, e a gente precisa se cuidar!


Agora, qual a diferença de ANSIEDADE e CRISE DE PÂNICO? A gente já começou a falar um pouco disso aqui, mas, nós vamos aprofundar um pouquinho mais no nosso próximo vídeo/texto.


Eu vou ficando por aqui, e a gente se vê por ai!

Abraços,

Déborah Stroebel

Artigos em Destaque
Artigos Recentes
Artigos por datas
Tags por assunto
Redes Sociais
"Siga-me"
  • LinkedIn Social Icon
  • Facebook Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • YouTube Social  Icon
  • Instagram Social Icon

Imagens, trechos de filmes, músicas, citações, referencias, entre outros itens que poderão ser utilizadas neste site, são marcas registradas dos seus respectivos proprietários. © 2017 - deborahstroebel - 2018

  • LinkedIn Social Icon
  • Facebook Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • YouTube Social  Icon
  • Instagram Social Icon
"Se inscreva nas nossas redes sociais e fique por dentro das novidades!"

Déborah Stroebel CRP: 98038

E-mail: deborahstt@yahoo.com.br

Telefone e WhatsApp: (011) 9-8422-4655

Clínica em: Alphaville/SP (Centro Comercial)

Entre em contato! Agende sua consulta!

#benchleader #deborahstroebel